Falsas Vidas

Em meio a decisões tomadas

Existem vidas arrasadas

Planos, danos, mãos ao alto.

Nada de novo, só a solidão

Que toma conta de seres vazios.

Palavras ao vento, são lançadas

A prova do engasgo numa gota

Salgada de ser o que nunca foi.

Falsos teus atos, falsos teus desafios.

Perfeições com vasto e obscuro abismo.

Limitadas tuas promessas.

Tentativas insanas de dizer que a vida é bela

Não , não é bela.

A vida é dura e dela só se tira o mel

Quem já nasce com doçura

No olhar, no falar, no agir

Dela também tira-se o fél,

Que é representado nos mesmos gestos,

O pior deles a falsa identidade.

As máscaras que se recolhem depois que passas

Me surpreendem cada vez mais.

 

Dani Sans

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s